quinta-feira, 28 de julho de 2011

Mação: Incêndio Florestal

No dia 28 de Julho de 2011, pelas 07H20, teve início um incêndio florestal em Vale da Amêndoa, freguesia de Aboboreira e concelho de Mação.
A combater as chamas tiveram 119 operacionais, entre Bombeiros e Sapadores Florestais da Aflomação, apoiados por 30 veículos e um helicóptero bombardeiro pesado Kamov.
Ardeu uma área cerca de 10 hectares, composta por eucaliptos, oliveiras, árvores de fruto e mato.
Desconhece-se as causas que deram origem ao incêndio, mas suspeita-se de mão criminosa.
Após a sua extinção os meios da protecção civil ficaram no local durante todo o dia.
A autarquia fez deslocar para o local as duas bulldozers para abrir aceiros e também para aí foram toda a equipa da protecção civil municipal.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Mação: Câmara anuncia investimento de um milhão de euros para construção de novo centro escolar

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mação - Prisão preventiva para reformado da PSP que alvejou GNR

O Tribunal de Mação decretou prisão preventiva, a medida máxima de coacção, a um reformado da PSP suspeito de, na terça-feira, ter alvejado com três tiros um agente da GNR.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, o presumível autor material do crime de homicídio na forma tentada, um homem reformado de 71 anos, terá agido num quadro de vingança tendo como vítima o militar da GNR.

Um acidente em que esteve na origem do conflito entre o ex-PSP e um militar da GNR, acabou com queixas de agressões e injúrias de parte a parte, terminou em tribunal com a decisão final a ser conhecida há poucos dias e sendo desfavorável ao alegado agressor, que teve de pagar ainda as custas judiciais do processo.

Na terça-feira, cruzaram-se num café de Mação e o reformado, marcava o relógio 14.50 horas, disparou três tiros contra o agente da GNR, que o atingiram na cabeça e na região axilar.

O militar da GNR, transportado para o serviço de urgências do hospital de Abrantes, acabou por ter alta hospitalar ao final da tarde, estando a ser acompanhado pelos serviços psicossociais e centro clínico da GNR, em Lisboa.

Após efectuar os disparos, o alegado agressor colocou-se em fuga num automóvel em direcção à cidade de Abrantes, onde acabaria por se entregar aos agentes da autoridade.

No âmbito de diligências efectuadas por aquela força de segurança, foi localizada e apreendida a arma de fogo utilizada, um revólver de calibre .32 longo, propriedade do detido.

Presente a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção, acabou por ver decretada a prisão preventiva, tendo recolhido ao estabelecimento prisional de Évora, onde aguardará por julgamento.

Fonte: JN

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Mação - Ex-PSP ataca GNR a tiro por vingança

António Oliveira, um agente da PSP aposentado, conhecido em Mação pela alcunha de ‘major Alvega’, estava em conflito com dois militares da GNR há mais de um ano. Ontem, a meio da tarde, disparou três tiros de revólver sobre o cabo J.M., de 43 anos, na esplanada do restaurante Avenida, causando-lhe ferimentos.
Por:Carlos Ferreira /Isabel Jordão

O atirador, de 71 anos, queixava-se de ter sido agredido pelos guardas. Numa entrevista ao CM, a 26 de Março de 2010, contou que o conflito começou após um pequeno acidente numa bomba de gasolina em Mação, que o envolveu a ele e a um dos militares. Na sequência do processo, António Oliveira acabaria por ser julgado e condenado, na última sexta-feira, por agressões e injúrias aos agentes de autoridade.
Insatisfeito com a decisão condenatória, que o obriga a pagar um total de 800 euros de indemnização aos militares e de multa para evitar cumprir uma pena de cadeia, o agressor terá afirmado pouco depois da audiência que "ia recorrer e que o assunto não ficava por ali".
Entre as 14h45 e as 15h15, os clientes do restaurante Avenida viveram momentos de pânico. António Oliveira entrou no estabelecimento, esteve próximo de uma mesa onde se jogava às cartas e saiu. Na esplanada deu de caras com o cabo J.M., que gozava folga e estava sentado junto a outras pessoas. "Meteu a mão ao bolso. Tirou o revólver, que assentou no pulso, puxou o cão, e disparou três tiros. Eu vi-o fazer pontaria", contou uma testemunha. Depois desceu as escadas laterais da esplanada, por onde chegara, e pôs-se em fuga até Abrantes, segurando o volante do carro e a arma em simultâneo. Pouco depois entregou-se à PSP. A vítima foi assistida no Hospital de Abrantes e já teve alta.

ENTREGOU-SE NA PSP COM A ARMA
Após ter disparado sobre o cabo J.M. e saído "calmamente" do local do crime no seu carro, como contaram as testemunhas, António Oliveira dirigiu--se para Abrantes. Ao aperceber-se da presença policial nas estradas e rotundas, acabou por se entregar na esquadra da PSP de Abrantes, ainda na posse da arma. A vítima foi assistida no hospital local, onde chegou "estabilizada", e recebeu alta médica ao final do dia.

UM ACIDENTE IRRELEVANTE
O acidente que esteve na origem do conflito entre o ex-PSP e os militares aconteceu a 18 de Março de 2010, como contou alguns dias depois António Oliveira ao CM. Os danos nos carros foram irrelevantes, mas o acordo tornou-se impossível e acabou com queixas de agressões e injúrias de parte a parte. António Oliveira foi agora condenado.

"AGORA É QUE ACABO CONTIGO"
Quando se sentiu atacado, o militar – atingido na cabeça de raspão e junto a uma axila – fugiu da esplanada e atravessou a avenida Sá Carneiro, situada em frente. António Rodrigues, que testemunhou o crime e chegou a mandar-se para baixo de uma cadeira para se proteger, contou que ajudou a vítima. "Ele só não o matou por sorte. Chegou, deu dois tiros e depois parece que a arma falhou, mas ele acaba por conseguir dar o terceiro tiro", contou o cliente do restaurante, salientando que António Oliveira, também conhecido por ‘Chança’ gritou: "Agora é que acabo contigo!"
Receando que o atirador disparasse de dentro do carro, no início da fuga, António Rodrigues ajudou o cabo J.M. a proteger-se no declive de um terreno a uns 50 metros do local do crime. "Manda-te para a barroca, que ele não te mata", disse, enquanto segurava e apoiava a vítima: "Aguenta-te aí!".
"Se não estou além, junto ao muro, ele matava-o", salienta António Rodrigues. A vítima apresentava ferimentos na cabeça e perto de um ombro.
 Fonte: Jornal "Correio da Manhã"

Segue Reportagem da SIC:

Mação - ESCOLAS DO LEÃO COM MILHEIRO

Sporting recruta Francisco Milheiro para o seu escalão de Benjamins

Aproxima-se também o início da nova época nos escalões mais jovens do futebol nacional, esperando-se na nova temporada a presença de novos talentos entre os elementos que evoluem na formação dos maiores clubes do País, como o caso do Sporting, que assegurou um jovem craque de enorme potencial que actualmente vive em Mação, localidade situada a 20 km de Abrantes, o talentoso Francisco Milheiro, que depois de ter brilhado como sub-9 chegará para o leão.

Francisco Miguel Rocha Milheiro competiu na última temporada no grupo de sub-10 do CADE, no Entroncamento, tendo sido convidado para trabalhar no Estádio Universitário no último mês de Dezembro, tendo nesse preciso momento rubricado um vínculo válido para esta época, vestindo assim a camisola verde-e-branca nesta época 2011/12, estando já concluído todo o processo respeitante à documentação que envolverá a necessária transferência escolar do jovem atleta.

O jovem natural de Abrantes que desde sempre residiu em Mação irá agora residir junto a familiares próximos, mais precisamente os avós paternos, durante o próximo ano lectivo e desportivo, colocando-se assim à disposição do Sporting, que terá encontrado mais um craque para formar para o futuro descoberto no início da temporada no Sport Abrantes e Benfica, onde competiu em oito partidas, todas elas coroadas com vitórias no campeonato distrital de sub-10 da AF Santarém.

Jovem trata-se de um jogador para acompanhar com atenção no futuro
Carinhosamente tratado pela alcunha FM7, pela qualidade técnica que procura um dia aproximar do nível do ídolo Cristiano Ronaldo, ou pelo apelido Milheiro, em Dezembro e já depois de ter treinado com o Sporting, Francisco manteve-se em competição para iniciar da melhor forma esta experiência verde-e-branca, tendo concretizado uma transferência para o CADE, onde cumpriu 24 partidas das quais 19 se traduziram por triunfos, tendo terminado a temporada neste clube.

Actuando predominantemente como médio centro, muito embora tenha competido também de forma pontual na defesa e até sobre o ataque, Francisco Milheiro manteve um posto de titular no CADE mesmo estando a competir num escalão superior, comprovando tratar-se de um valor a seguir com atenção que os leões desde logo captaram, levando o atleta a apresentar-se de forma semanal no Estádio Universitário.

De imediato o pequeno jogador convenceu o clube lisboeta, tendo Francisco Milheiro necessitado de apenas um treino para no próprio dia ter rubricado a sua assinatura e iniciado o processo de documentação para competir na próxima época no Sporting, tendo sido acordado com os pais do atleta que o médio teria de dirigir-se uma vez por semana ao convívio da equipa do seu escalão para criar habituação com os seus novos companheiros.

Francisco Milheiro seguirá a sua evolução em Lisboa

Há vários meses integrado junto dos seus novos colegas, o jogador de apenas 9 anos já teve a oportunidade de disputar também encontros particulares nos últimos seis meses, acabando por juntar-se de forma definitiva ao Sporting um ano depois de ter estado também incluído em alguns treinos no Caixa Futebol Campus, no Seixal, acabando por não permanecer no Benfica, que não chegou a contactar a família de Francisco Milheiro de forma oficial.

Com um total de 124 golos apontados na sua carreira desportiva, Francisco Milheiro representará o Sporting, que o incluirá no escalão Sub-10, disputando assim o campeonato distrital de Benjamins da AF Lisboa, prova que o levará a mudar-se para Queluz para junto dos avós ao mesmo tempo que frequentará o 4º ano numa escola situada em Massamá.

A proximidade geográfica possibilitará ao jogador três treinos por semana com o conjunto leonino que já conhece desde a última época e com o qual já se encontra devidamente ambientado, podendo esta época iniciar um percurso de sucesso no clube.

Texto: Redacção Academia de Talentos
Imagem: D.R.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Mação - Troféu Nacional de Perícia 2011

Mação volta a receber os melhores pilotos nacionais para a prova de perícia automóvel, que se realizará este sábado, 9 de Julho de 2011, na Alameda Infante D. Henrique, a partir das 14.30h, no âmbito do Troféu Nacional de Perícias 2011.

Mais uma vez se espera um excelente espectáculo motorizado recheado de competição, emoção, adrenalina e muitas acrobacias.

Refira-se que a prova admite três classes de veículos: minis, não minis e tracção traseira, sendo que cada piloto dispõe de seis tentativas, contando apenas o melhor resultado.

Esta iniciativa tem uma organização do Slalom Clube de Portugal, com o importante apoio da Câmara Municipal de Mação.

Fonte: C.M. Mação

Segue um vídeo do ano 2010, do concorrente António Alexandre "ALEX" - Natural de Penhascoso:

terça-feira, 5 de julho de 2011

Carvoeiro - Praia Fluvial tem Bandeira Azul

Bandeira Azul foi hasteada no dia 20 de Junho.
Galardão atribuído pelo sexto ano consecutivo. Foi hasteada, no dia 20 de Junho, a Bandeira Azul na Praia Fluvial de Carvoeiro. Uma distinção atribuída, pelo sexto ano consecutivo, pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e que atesta não só o cumprimento de todos os rigorosos requisitos solicitados como também todo o empenho do Município de Mação na melhoria das condições e gestão ambiental, confirmando uma vez mais a qualidade e segurança que os utentes desta Praia merecem e estão já habituados.

Segundo a ABAE, em www.abae.pt, “o galardão é atribuído anualmente às praias e portos de recreio que cumpram um conjunto de critérios de natureza ambiental, de segurança e conforto dos utentes e de informação e sensibilização ambiental.”

Nesta ocasião, e pelo terceiro ano consecutivo, foi também hasteada a Bandeira de Praia Acessível, que comprova o cumprimento de todos os requisitos da legislação em vigor para acesso a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Ainda neste contexto, a Praia dispõe, à semelhança de anos anteriores, de uma cadeira anfíbia.

Refira-se que, no início do mês de Maio, e no âmbito das comemorações dos 25 anos da ABAE, a Praia Fluvial de Carvoeiro recebeu um Certificado Internacional pela atribuição consecutiva, nos últimos cinco anos (2006-2010), da Bandeira Azul, respeitando os critérios de qualidade da água, de informação e educação ambiental, de gestão ambiental e de equipamentos e segurança.

A Praia Fluvial de Carvoeiro localiza-se em plena localidade, a cerca de 25 minutos de Mação. Tem sido uma agradável surpresa para todos os que a visitam, não só pelo enquadramento natural, mas também pela qualidade e beleza das infra-estruturas que compõem este equipamento. Dispõe de vários equipamentos que permitem ao visitante passar ali um dia agradável, como Balneários, Bar, Parque de Merendas, Churrasqueira e está dividida com zona de banhos para adultos e para crianças.

Durante toda a época balnear, que decorrerá entre 17 de Junho e 18 de Setembro, a Câmara Municipal de Mação assegura a vigilância nesta Praia.


Fonte: C.M. Mação


Segue uma gravação da TVI sobre a praia fluvial: