sábado, 22 de fevereiro de 2014

Cardigos: Roubaram 150 metros de fio de cobre da PT e deixaram população sem comunicações

Desconhecidos furtaram na noite de 20/21 de Fevereiro de 2014, cerca de 150 metros de fio de cobre da PT, junto à E.M. entre Roda e E.N.241-1, freguesia de Cardigos, concelho de Mação.
 
Os moradores  de Moita Recome, ficaram privados de telefones e internet por tempo indeterminado.
 
Este tipo de furto tem ultimamente sido frequente na zona norte do concelho.
 
A GNR de Mação tomou conta da ocorrência, desconhecendo-se, para já, o valor dos prejuízos.

GAVIÃO: IDENTIFICADO SUSPEITO DA PRÁTICA DE VÁRIOS FURTOS

No dia 20 de Fevereiro de 2014, o Posto Territorial do Gavião, juntamente com o Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Nisa, constituíram arguido um indivíduo suspeito de vários furtos e apreenderam diverso material furtado.
Os militares detetaram na localidade de Outeiro, Belver, um individuo que circulava com uma viatura ligeira de passageiros que constava para apreender.
Após ser fiscalizado pela GNR, verificou-se tratar de um individuo suspeito da prática de vários furtos.
O indivíduo, que está referenciado por outros crimes de furto de metais não preciosos e de material agrícola, autorizou uma busca domiciliária à sua residência, que culminou na apreensão de diversos materiais provenientes de outros furtos realizados na área dos concelhos do Gavião, Mação e Abrantes.
Os proprietários contactados deslocaram-se ao Posto do Gavião para reconhecimento e identificaram o material como sendo seu, contudo o mesmo permaneceu apreendido como meio de prova.
De entre o material apreendido contabiliza-se três moto-serras, cinco máquinas de soldar, dois pulverizadores, dois compressores, quatro rebarbadoras, quatro berbequins, duas lixadoras, uma serra elétrica, uma misturadora, duas fresas, uma bomba de água, uma moto-roçadora, uma chapa de matrícula e um ciclomotor.
O suspeito, foi constituído arguido nos diversos processos sobre o material encontrado e foi-lhe atribuído termo de identidade e residência.
Das diligências efectuadas junto do Instituto de Mobilidade e dos Transportes, não se veio a verificar a apreensão da viatura, tendo sido redigido um auto de contra-ordenação por falta de transferência de propriedade do mesmo.
 
Fonte: GNR

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Sardoal - Detidos por furto de metais não preciosos

A GNR do Sardoal deteve, na manhã do dia 14, em flagrante delito dois homens, de 21 e 25 anos, por furto de metais não preciosos.
Após terem conhecimento de um suposto crime de furto de metais não preciosos, a decorrer na localidade de Entrevinhas, a GNR dirigiu-se para o local indicado, onde se deparou com dois indivíduos no interior de um contentor a proceder ao corte de cabos de cobre. Esta detenção, em flagrante delito, foi efetuada no âmbito do programa Campo Seguro e resultou na apreensão de 40 metros de cabo de cobre, torneiras e ferramentas, num peso total de 40 quilogramas. Os suspeitos serão apresentados em tribunal.
 
Fonte: GNR

HISTÓRIA DE CARDIGOS: “PONTE DOS TRÊS CONCELHOS”

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

FESTIVAL DA LAMPREIA NO CONCELHO DE MAÇÃO - 2014


Uma das iguarias mais procuradas por apreciadores de todo o País é o Arroz de Lampreia.
Entre 1 de Março a 20 de Abril de 2014 Mação promove mais um Festival dedicado à Lampreia em 10 Restaurantes aderentes.
 
10 Restaurantes aderentes:
A Lena – Ortiga – 241 573 457
Todos os dias – almoço, por reserva
Avenida (Pica-Fino) – Mação – 241 572 585 / 966 225 784
Todos os dias – almoço e jantar, por encomenda – encerra à 2.ª feira
Café Restaurante da Recta – Mação – 969 459 660
Todos os dias – almoço e jantar, por encomenda
Casa Cardoso – Envendos – 241 555 134 / 965 047 832 / 961 527 716
3.ª feira ao almoço e restantes dias, ao almoço, por encomenda
Casa Velha – Mação – 241572632 / 918 536 199
Todos os dias – almoço, por encomenda – encerra ao sábado
Dona Flor – Penhascoso – 964 841 691 / 969 923 021
4.ª feira e sábado, almoço e jantar, por encomenda
O Cantinho – Mação – 241 573 367 / 964 677 705
Todos os dias – almoço e jantar
O Godinho – Mação – 241 572 874 / 962 536 310
Todos os dias – almoço, por encomenda – encerra ao domingo
O Pescador – Mação – 241 573 180 / 934 244 472
Todos os dias – almoço e jantar. Aconselha-se marcação prévia – encerra à 2.º-feira
Solar do Moinho – Cardigos – 274 866 505 / 910 308 055
Todos os dias – almoço e jantar, por encomenda.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Governo propõe fechar o Tribunal de Mação

O Governo propõe fechar o Tribunal de Mação, com o novo mapa Judiciário, que deve ir ainda esta quinta-feira (06/02/2014) a Conselho de Ministros.
Mação cada vez mais pobre !!!!
 
Ver reportagem da RTP Notícias AQUI

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

ENCONTRO DE MAÇAENSES EM LISBOA

A Câmara Municipal de Mação está a organizar um Encontro de Maçaenses, residentes na Área Metropolitana de Lisboa, para o dia 22 de Março.

Esta iniciativa pretende proporcionar um espaço privilegiado de reunião dos filhos da terra que, pelas contingências ou opções da vida, se instalaram na capital e arredores, sendo que se pretende igualmente recolher junto dos mesmos contributos, críticas, opiniões e sugestões para o nosso Município.

 Esta acção vai de encontro aos compromissos assumidos pelo Executivo Camarário no sentido de promover um contacto estreito com os Maçaenses, não só no dia-a-dia do Concelho, como nestas ocasiões específicas, daí a sua pertinência.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

À Mesa em Mação venceu Prix de la Littérature Gastronomique

“À Mesa em Mação – Carta Gastronómica” é um dos grandes vencedores dos Prémios do Ano atribuídos pela Academia Internacional de Gastronomia, que reuniu em Assembleia Anual em Paris no final de Janeiro, para decidir as pessoas ou entidades que mais se distinguiram na área da Gastronomia a nível internacional.

O livro, da autoria de Armando Fernandes com edição da Câmara Municipal de Mação e apoio da Pinhal Maior, ganhou o Prémio de Literatura Gastronómica – Prix de la Littérature Gastronomique, tendo impressionado “os jurados pela profundidade do estudo gastronómico-social-antropológico de grande valor científico e cultural”, segundo informação da Academia Portuguesa de Gastronomia.